Etiquetas

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

SANTO AMARO DA OVELHINHA



As comemorações começam com a habitual procissão na noite de sábado, do Lugar de Larim até à Capela na Ovelhinha, seguida de animação musical no recinto.

No domingo a festa começa com a entrada em cena do Grupo de Bombos de “Santa Maria de Gondar”. Pelas 11 horas celebra-se a habitual Eucaristia, seguida de fogo-de-artifício. A tarde  será preenchida com música popular e diferentes jogos alusivos ao Carnaval, como o lançamento de poses. 

Vários são os romeiros que querem prestar culto ao santo, não faltando os habituais doces de romarias – cavacas, rosquilhos, cacetes e o biscoito da Teixeira.

As previsões do Instituto do Mar e Atmosfera não são favoráveis para domingo, com previsão de aguaceiros. Veremos-
 aguaceiros


“Icnograficamente S. Amaro aparece vestido de frade beneditino e tem como atributo uma longa cruz na sua mão esquerda. Segundo rega a história da freguesia, esta capela, que data dos finais do século XVII, inícios século XVIII, terá sido usada em outros tempos, antes da construção da Igreja Matriz, para o culto paroquial, já que, a Igreja de então, no Mosteiro, ficava no lado extremo da freguesia. Anualmente é prestado o culto ao Santo no domingo que antecede o Carnaval – domingo Gordo. Foi o Papa Gregório Magno que exaltou o percurso de Amaro, que prestou os seus serviços a S. Bento, na oração profunda”. (Luís Coutinho Amaral)

Texto e fotografia: Ricardo Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário