Etiquetas

terça-feira, 10 de novembro de 2015

O CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE ILÍDIO SARDOEIRA

Exposição com o espólio de Ilídio Sardoeira
Ilidio Sardoeira uma das figuras mais ilustres que nasceu nesta aldeia, senão a mais ilustre.

Ilidio Sardoeira (Ilidio Ribeiro Covêlo Sardoeira), nasceu no lugar das Carvalhas, freguesia de Canadelo, concelho de Amarante, no dia 12 de Novembro de 1915, filho de Avelino Alves Sardoeira e de Lizarda Pinto de Miranda. Faleceu na sua residência, Rua Rocha Leão, n.º 240, freguesia de Vila Nova de Gaia (St.ª Marinha),concelho de Vila Nova de Gaia, no dia 28 de Novembro de 1987. Era casado com Maria Isabel Marques de Andrade Sardoeira.

Ele que tanto amou e estudou o que de melhor encontrou na sua terra e o seu povo, durante a sua vida de Cidadão. Foi professor de Biologia, contista, ensaísta, conferencista, escritor, poeta, pedagogo, professor metodólogo e inspecto - orientador (pós 25 de Abril).

Colocou sempre a frente de si próprio com a sua verbe e que sempre iconizou nas suas intervenções públicas, como por exemplo como conferencista, numa exímia arte de pedagogia, em tornar fácil o se apresentava difícil, em transmitir outras visões "divergentes" e serenamente incómodas.

De entre os escritos que publicou, referem-se, de forma aleatória: "A minha Aldeia", "Pascoaes - um Poeta de sempre", "Provas", "História do Sangue"", "Nota à margem de dois livros" e "Influências do Principio da Incerteza no Pensamento de Pascoaes".»

Em Canadelo há uma pequena placa onde se pode ler, "aqui nasceu Ilidio Sardoeira", mas penso que está mais que na hora tanto por parte das autoridades Concelhias, como da freguesia para uma homenagem mais condizente com figura tão importante. Ele que nunca esqueceu as suas origens, nem os que lhe eram próximos.

Sem comentários:

Enviar um comentário