Etiquetas

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

A GUERRA DOS LIKES

RAUL MINH´ALMA
DR
Sendo esta a era das redes sociais, porque não falar da maior de todas. Quem nunca desejou ser famoso? Quem nunca desejou, por uma só vez, ser conhecido? É claro que ser REconhecido daria muito mais trabalho, mas estando nós mergulhados numa sociedade sedentária e preguiçosa (digo eu com os nervos) vai-se ficando apenas pelo conhecido. 

Mark Zuckerberg criou a oportunidade de cada um construir e personalizar a sua própria fama, e é o que toda a gente faz e muitos outros procuram, quando criam o seu perfil online. 

Mas vamos antes falar de outros aspetos mais concretos – os Likes. Vê-se de tudo por esses perfis adiante, uma luta diária em busca de Gostos. Batalhas que devoram horas de tempo útil na procura da melhor foto, do melhor post ou comentário. 

Mas vamos por passos para entender melhor o porquê de muita gente achar que é funcionário da sua rede social favorita para passar dia e noite a dar click’s e fazer scroll. A pose. A pose na foto é crucial, tanto ou mais quanto a roupa que se usa (ou não usa). Foquemo-nos no sexo feminino (tem muito mais por onde pegar, perdoem-me). O truque para conseguir mais gostos é tentar meter a cara e o rabo na mesma foto, bem, isso leva a uma certa ginástica e não faz lá muito bem à coluna, mas há quem consiga. As menos flexíveis e com baixa autoestima, limitam-se a tirar uma foto de costas e sempre com referência ao cabelo na descrição. Sim, claro, é mesmo o cabelo que querem mostrar. 

Depois ainda há aquelas meninas que decidem postar fotos fazendo gestos obscenos, com descrições em que os palavrões são mais que as palavras. Contudo permanece a questão de quem é pior: quem posta essas fotos ou os masoquistas que fazem Gosto nelas, pois de uma forma ou de outra, estão literalmente a gostar de serem ofendidos ou então a gostar de que alguém o seja. Mas vamos continuar. 

Alterada a foto de perfil é tempo de começar a publicidade, como quem diz, trocar infinitamente a foto de perfil. É verdade, a maior mentira que lêem no vosso feed de notícias é que “fulano alterou a sua foto de perfil”, pois na verdade é a mesma que a anterior e no fundo só quer voltar a aparecer no feed para receber mais umas migalhas de autoestima em forma de Gostos. Mas esta é a maneira descarada, pois há mais truques, como por exemplo responder a comentários da própria foto e incentivar conversas em forma de comentários para manter uma presença assíduo no topo do famoso feed. Além destes, somam-se os mais infelizes, que têm de descer ao fundo do poço do descalabro social e pedir por mensagem privada “podes pôr like na minha foto?”. 

À parte das fotos, mas não totalmente independente, temos as “actualizações de estado” que vão desde frases que toda a gente conhece; indirectas para o (ex) namorado; links para ask.fm’s e tumbler’s que ninguém quer saber antes de voltarmos a bater no fundo e vermos avaliadores “profissionais” de fotos em que as avaliam de 0 a 10 ou então avaliam o quanto és bonito e ainda se seriam capazes de namorar ou não contigo. 

Mas para haver todos estes pseudo-famosos que chegam a ter incríveis milhares de likes nas suas fotos, é preciso haver fãs. E é aí que entram mais infelizes em cena, pois há sempre aqueles que colocam religiosamente like em tudo o que eles postam. Há ainda aqueles que comentam tudo e ficam todos felizes porque o destinatário “Gostou” dos seus comentários, sem no entanto dar-se ao trabalho sequer de lhes agradecer. 

Engraçado, falei todo este texto do facebook sem nunca proferir o seu nome… oops.

Sem comentários:

Enviar um comentário