Etiquetas

domingo, 20 de outubro de 2013

MAIS VALE PREVENIR DO QUE REMEDIAR

HPV não escolhe sexos
DR Liga Portuguesa contra o cancro
A Associação para o Planeamento da Família tem desenvolvido uma vasta e diversificada ação sobre temas de saúde sexual e reprodutiva, nomeadamente sobre contraceção e infeções sexualmente transmissíveis.
Nos dias 28 e 29 de outubro, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro e com o Instituto Português do Desporto e Juventude, a associação irá realizar uma campanha informativa e educativa dirigida a jovens universitários sobre a prevenção do HPV (Papiloma Vírus), na cantina da Quinta de Prados, na UTAD, das 12:00h às 15:00h.
O Papiloma vírus Humano ou HPV é um vírus muito frequente, de transmissão sexual e infeta 75 a 80% das mulheres e homens ao longo da sua vida. É um vírus que se pode transmitir facilmente através de qualquer tipo de contato genital. Por isso, se tiver contato íntimo com alguém infetado pelo HPV, poderá ficar infetada, mesmo que não tenhas relações sexuais. Na maioria dos casos o organismo consegue eliminar o vírus. Porém, em algumas pessoas, o HPV não desaparece e pode causar cancro e outras doenças genitais em homens e mulheres, não sendo possível prever quem vai desenvolver a doença associada a este vírus. O uso de preservativo é importante, protege das infeções sexualmente transmissíveis e de uma gravidez não desejada, mas não assegura uma proteção completa no caso do HPV.
Mas alguns tipos de HPV podem ser prevenidos através da vacinação. Se ainda não está vacinada e tem entre 13 e 20 anos (do ano 1992 ou posterior), deverá ir ao seu Centro de Saúde e informa-se quando pode fazer a vacina contra o HPV do Programa Nacional de Vacinação (PNV), gratuitamente.

Se nasceu antes de 1992, dirija-se ao seu médico de família e fale com ele sobre a vacinação contra o HPV.

Sem comentários:

Enviar um comentário