Etiquetas

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

A REGENERAÇÃO URBANA, POR PEDRO BARROS


PEDRO BARROS, CANDIDATO INDEPENDENTE À CMA

A regeneração urbana:
Desconheço e não confirmo que a regeneração urbana tenha sido feita ao longo do último mandato. Falta fazer o projeto de regeneração do centro histórico, requalificando e revitalizando-o. Aliás, este mandato fica marcado pela incapacidade de aprovar um projeto de regeneração urbana quando existiam meios financeiros, como outros municípios fizeram.

O próximo quadro comunitário 2014-2020 apresenta um fundo de 20 milhões de euros:

Como se sabe, ainda não são conhecidos os mecanismos do próximo quadro comunitário. São conhecidas algumas linhas mas tendo mudado a equipa responsável no governo, é provável que se volta a “baralhar e dar de novo”. Amarante precisa como de pão para a boca de um projeto de regeneração urbana, de fazer a requalificação das margens do rio, de construir equipamentos estruturantes de apoio à atividade turística, cultural, desportiva e musical –Pavilhão Multiusos- de reforçar os seus espaços museológicos –Museu da Cidade e Casa de Pascoaes-, de estender as áreas de lazer da cidade – Parque da Cidade – de resolver os problemas de acessibilidade entre os núcleos urbanos de Amarante e Vila Meã. De dar confiança e esperança aos amarantinos. 

Sem comentários:

Enviar um comentário