Etiquetas

domingo, 16 de junho de 2013

NOVELA DA EDUCAÇÃO, POR @NABELA MAGALHÃES

A Luta Continua

Chegada agorinha mesmo a casa, mais do que exaurida de carregar um ano lectivo complicado no pêlo e de lhe somar hoje mais quase 800 km de camioneta para baixo e para cima e de voltas para descarregar estes e aqueles... ufa! ufa!... já não tenho vinte anos, nem trinta... nem mesmo quarenta!, faço um balanço simples de mais esta jornada de luta, que não podia ter calhado em pior altura no ano lectivo - Valeu! Valeu o esforço! Valeu descermos à capital para não deixarmos qualquer margem de dúvida sobre a nossa determinação na luta. Estamos aqui de pedra e cal. Os que estamos, claro está!
Fomos 50 mil? 80 mil? Que importa! Fomos muiiiiiiiiitos e muitos de nós levávamos a incumbência de berrarmos bem alto a nossa indignação por outros que ontem não puderam estar presentes.
Certo é que agora vou dormir depressinha, como de resto faço normalmente, com a satisfação de saber que tudo faço, o que está ao meu alcance, bem entendido!, para obrigar esta gente a parar a doideira.
Até dei a ideia... atempadamente... acampar em Lisboa, embarrilar a city, e voltar só na 2ª, dia de greve geral, ao fim do dia, claro está!

E hoje foi dia de alegrias muitas: reencontro rápido mas a tempo de dar um abraço e trocar beijinhos com a Bibónorte; reencontro com o Arlindo e oportunidade para trocar cara a cara opiniões sobre este particular e difícil momento que vivemos; encontro com o professor Santana Castilho e é claro que não perdi a oportunidade de lhe agradecer, sentidamente, os seus maravilhosos textos de apoio a uma causa justa que é a da Escola Pública de qualidade; finalmente, reencontro com a Elsa D... quantas saudades... apaziguadas em xis-corações sentidos... quantas...

Sem comentários:

Enviar um comentário