Etiquetas

domingo, 3 de janeiro de 2010

Há uma cidade escondida no subsolo do Porto


Há uma outra cidade do Porto debaixo dos pés. Há uma «invicta» escondida. No subsolo, a História da cidade mistura-se com a do abastecimento de água às populações.
Esta História começou há mais de cinco séculos, no reinado de D. Sebastião, a quem foi pedida autorização para levar a água até à cidade, mas que só bem mais tarde aconteceu. Na altura o objectivo era abastecer cerca de 20 mil pessoas.
Demorou séculos até que o subsolo da cidade e se tornasse numa obra monumental.
No Porto, há cerca de 60 nascentes, mananciais ou minas, desde Salgueiros às Fontainhas, mas as de Arca d' Água eram as mais abundantes. Entretanto, o sistema de abastecimento de água à cidade foi-se alargando e ficando cada vez mais sofisticado. A Fonte dos Leões é uma prova disso.
A cidade já não bebe desta água desde o século XIX. O trabalho de centenas de homens que a pulso escavaram galerias e construíram os aquedutos permanece quase intacto.
Esta água não é potável. Os especialistas que investigaram durante anos o subsolo do Porto defendem, no entanto, que a água pode ser utilizada para outros fins. Para lavar as ruas ou usar em jardins da cidade são algumas das hipóteses que a empresa Águas do Porto está a equacionar para breve, bem como, a reabertura destes mananciais ao público.

Sem comentários:

Enviar um comentário