Etiquetas

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Festas em honra de S. Gonçalo - 9 e 10 de Janeiro em Amarante


Os 750 anos da morte de S. Gonçalo de Amarante são assinalados sábado e domingo nesta cidade com a reedição de um livro do século XIX sobre esta figura da Igreja.
O livro, que aborda a vida de S. Gonçalo, incluindo as conhecidas lendas, foi originalmente escrito em 1888 por António Carneiro, então director do mais antigo jornal da cidade - Flor do Tâmega.
O Círculo António Lago Cerqueira reedita agora este trabalho, depois de uma pesquisa efectuada pelo amarantino Alves Pinto.
“Apenas foram feitas algumas actualizações ao nível do vocabulário para facilitar a leitura”, explica o responsável pela reedição do livro.
Esta iniciativa enquadra-se no programa de encerramento do Ano Gonçalino promovido pela paróquia de S. Gonçalo, em Amarante.
Nos últimos meses, foram promovidas várias actividades culturais e recreativas para sublinhar a importância religiosa e profana de S. Gonçalo.
Para celebrar o ano Gonçalino, foi ainda editado em 2009, o livro de António Patrício, intitulado “As Lendas de S.Gonçalo”, que reúne lendas de todo o país e do Brasil referentes à vida e obra do santo.
A comemoração vai culminar domingo com a celebração da eucaristia na igreja de S.Gonçalo, presidida pelo bispo auxiliar do Porto, D. João Miranda, e com vários sacerdotes convidados.
Do programa, consta ainda, no sábado, uma caminhada de cerca de 14 quilómetros em Vizela, por terras com ligação à história da vida de S. Gonçalo.
S. Gonçalo nasceu em 1187 em Tagilde, uma freguesia do concelho de Vizela, onde se assinala todos os anos, no mês de Junho, o seu nascimento. Em Tagilde existem alguns locais venerados pelos devotos do santo, como o Penedo de S. Gonçalo, onde terá brincado enquanto criança, e a Capela de S. Gonçalo, situada perto do local onde terá nascido.
Dia 10 de Janeiro serão também assinalados os 750 anos da morte do Beato Gonçalo, em São Paio de Vizela, freguesia de Vizela onde S. Gonçalo foi pároco.
De acordo com alguns estudiosos, nomeadamente os padres Gonçalo Amaro e Cândido Fernandes, ouvidos pela Lusa, S. Gonçalo poderá ser o segundo santo mais popular do país, a seguir a Santo António de Lisboa.
Também em Vila Nova de Gaia decorre a 10 de Janeiro, a primeira romaria do ano em honra de S. Gonçalo, patrono dos barqueiros do rio.
No Brasil, onde existe uma cidade com o nome de S. Gonçalo de Amarante, no Estado de Rio Grande do Norte, é grande a devoção a este santo, e um pouco por todo o país realizam-se várias celebrações em sua honra.
S. Gonçalo morreu em 1259 em Amarante, cidade onde se notabilizou pela dedicação às causas de solidariedade da época.

Sem comentários:

Enviar um comentário