Etiquetas

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Lurdes Rodrigues era «um muro de indiferença», Alçada é «parceira». O BLOGUE C.P.G NUNCA SE ENGANA! PARABÉNS ISABEL ALÇADA!

Os professores que não entregaram os elementos de avaliação não serão penalizados, declarou esta quarta-feira o secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof).

Mário Nogueira estabeleceu uma comparação entre a actual ministra da Educação, Isabel Alçada, e a sua antecessora, Maria de Lurdes Rodrigues: «Ao fim de quatro anos e meio de um muro de indiferença e insensibilidade, finalmente encontramos um parceiro para negociar.»

«Foi-nos dito que a ministra da Educação iria actuar para que não houvesse penalizações aos professores em relação ao primeiro ciclo (de avaliação)», relatou Mário Nogueira, após uma reunião com o secretário de Estado adjunto e da Educação, Alexandre Ventura.

A próxima reunião está agendada para 25 de Novembro, altura em que será discutida a estrutura da carreira dos professores, devendo as negociações terminar no dia 30 de Dezembro. «No entanto, se não houver acordo, poder-se-á pedir a negociação suplementar», acrescentou.

Questionado sobre se a abertura manifestada pelo ministério da Educação configura uma suspensão do processo em vigor, Mário Nogueira respondeu: «Suspensão é parar uma coisa que está em curso. O que aqui foi assumido é que essa coisa vai parar.»

Sobre as propostas apresentadas pela oposição no Parlamento relativamente ao modelo de avaliação dos professores e da carreira docente, o dirigente agradeceu «a pressão» dos partidos políticos. «O debate parlamentar de quinta-feira faz todo o sentido, porque vai apontar-nos caminhos e balizas para o futuro», acrescentou.

Sem comentários:

Enviar um comentário