Etiquetas

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Justiça proíbe preso de receber visitas da gata

A Justiça alemã proibiu um preso, Peter Keonig, de receber visitas da sua gata na prisão. Este acredita que o animal é a sua mãe reencarnada.
O budista Peter Keonig, de 46 anos, acredita que Gisela, a gata é a sua mãe reencarnada e pediu autorização para vê-la, noticia o jornal brasileiro «Globo».
«Eu sei que é a minha mãe. Ela olha-me da mesma maneira que a minha mãe. Preciso vê-la como os outros presos vêm as suas mulheres e filhos», disse Keonig, que cumpre cinco anos de prisão por roubo a um banco em Werl.
Porém, o tribunal não aceitou o pedido do preso, mas afirmou que respeita a liberdade religiosa de cada um, resta-lhe apenas poder escrever para o animal.

Sem comentários:

Enviar um comentário