Etiquetas

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

E fala o Amarantino, de seu nome, Francisco Assis! Quem quiser entrar, ponha o dedo no ar...

O líder parlamentar socialista afirmou este domingo que «assistimos infelizmente nas últimas semanas a uma tentativa clara de decapitação política do Governo e do PS» utilizando casos judiciais. Francisco Assis reagia assim à decisão do Procurador-Geral da República de arquivar as escutas do processo «Face Oculta» ao primeiro-ministro José Sócrates.
Francisco Assis considera «totalmente inaceitável» que se tenha «procurado politizar um processo judicial e fazer a judicialização da vida política».
O líder parlamentar do PS disse que a decisão do PGR e prova que «não havia nenhuma razão para que esse tipo de insinuações ou ataques fossem feitos em relação ao primeiro-ministro».
E, após «ter ouvido declarações de alguns responsáveis políticos que afirmaram que há dúvida em relação ao envolvimento de José Sócrates persistirá», Assis frisou que a decisão de Pinto Monteiro «não é apenas uma questão de natureza formal, foi feito um juízo de valor de natureza substancial. O PGR disse que não havia nenhuma razão para avançar com qualquer tipo de processo contra o primeiro-ministro».
«Não há nenhuma razão para que a mais pequena dúvida subsista» e que, «em relação ao primeiro-ministro, o processo está encerrado», afirmou.

Sem comentários:

Enviar um comentário