Etiquetas

sexta-feira, 10 de julho de 2009

«Este PS é amorfo, cinzento e vai pagar factura pesada», por Narciso Miranda

Narciso Miranda está de volta e pronto para concorrer contra o partido que sempre serviu. O ex-presidente da câmara municipal de Matosinhos pretende recuperar o lugar e não atacar quem o seguiu no passado.
Diz-se socialista «de alma e coração», mas não poupa o partido, o Governo e José Sócrates, em entrevista ao semanário «Sol». Assegura que ainda se sente «novo para calçar pantufas», por isso está pronto para a luta, até porque tem «uma grande paixão» por Matosinhos.
«Sou socialista de alma e coração. O PS é uma grande instituição, mas parte da sua classe dirigente construiu, nos últimos três anos, um partido amorfo, cinzento, sem ideias. Naturalmente, quando se caminha
por esta via, abre-se caminho para a mediocridade. A factura vai ser pesada, já se começam a sentir os seus contornos», frisou, definindo um alvo:
«Sócrates é responsável pelo modelo do partido que construiu, defendendo os seus amigos, os cinzentos, os yes man, os que se calam, ou melhor, os que comem e se calam».
Na sua perspectiva, o partido ainda pode mudar de rumo tendo em vista as eleições legislativas. O que falta? «Um banho de humildade, mas sincera, profunda, assumida. Não de humildade hipócrita, de um lobo vestido de cordeiro».

Sem comentários:

Enviar um comentário